Skip to content

Recrutamento – Companhias Aéreas

As companhias aéreas do Médio Oriente – Qatar, Etihad, Emirates – têm feito recrutamento em Portugal, oferecendo oportunidades únicas. Viajar pelo mundo, benefícios, salário acima da média – um pacote tentador.

Middle-East Cabin Crew
Assistentes de bordo portuguesas no Médio Oriente (créditos foto da direita: Faab Oc | HypeDubai)

A Emirates volta a Lisboa já no dia 8 de Outubro. Primeiro é necessário comparecer no conhecido Open Day. Vão gostar de mim? Tenho o que é preciso? O meu nível de inglês é bom? Para não ficares com esta neura negativa deixo algumas dicas.

O meu inglês está enferrujado, como me preparar?

É desafiante fazer uma entrevista numa língua diferente. Se o inglês estiver enferrujado há que treinar um pouco e limar “arestas” linguísticas.

O meu conselho é ESCREVE. Faz uma biografia profissional: o que estudaste, onde trabalhaste, funções, desafios, etc. Menciona hobbies, gostos, o porquê de quereres ingressar na aviação. Isto ajuda a recuperar gramática e vocabulário. Deves reatar relações com o dicionário de inglês lá de casa.

Pede para corrigir caso não estejas confortável com o texto. Não desanimes, o importante é aprender. Lê em voz alta para amigos, família, o gato, para ti em frente ao espelho. Assim, melhoras a pronúncia e a fluidez de discurso para argumentar qualquer questão durante o recrutamento. Terás assim mais confiança, visível na postura e linguagem corporalaspetos que os recrutadores têm muito em consideração.

Preparar Recrutamento Preparar recrutamento writing-cycle

Introduz o inglês no teu dia-a-dia: em pensamento, em casa com a família, ao telefone com a cara-metade, no café com os amigos, a dar sugestões a turistas.

Ver séries e filmes sem legendas, ler livros, jornais ou revistas em inglês também ajuda bastante, nao esquecendo o dicionário para esclarecer qualquer palavra nova que surja.

O que devo vestir?

Open Day é uma entrevista de trabalho. Deves estar elegante, profissional e não como numa saída à noite, excluindo peças informais, como jeans.

Fato com blazer e saia, calça ou calção é o ideal. Branco, bege e o habitual preto, vestem sempre bem. Combinar com uma bonita blusa ou camisa, sapatos e uma mala elegantes é o essencial, não dispensando outros acessórios – um fio discreto, um relógio. Os fatos-macaco também são uma opção versatil e apropriada.

As imagens não são da autoria da blogger

Sugiro uma peça de roupa colorida. Não estou a referir cores espampanantes que resultam num foco de atenção negativa. Uma camisa laranja, calças amarelas, peças em azulão, vermelho, verde esmeralda, ou um estampado giro – toques originais que chamam discretamente a atenção entre tantos candidatos.

E a maquilhagem?

Simples, em tom suaves. Sombras e contornos que façam sobressair o olhar, pois esta é uma importante ferramenta de comunicação. Confortável e de fácil retoque, é provável que passes muito tempo de pé.


As imagens não são da autoria da blogger

O que procura a companhia nos candidatos?

Genuinidade acima de tudo. No entanto, há alguns aspectos que os recrutadores procuram num candidato.

Simpatia

Ser acessível com passageiros e colegas de trabalho. Neste caso com os colegas que estão a fazer o Open Day contigo. Sorri, fala, partilha experiências, descontrai. É um ponto de partida para aumentar a curiosidade dos recrutadores.

Conhecimento de Serviço ao Cliente e da Empresa

Pelo menos uma vez na vida, trabalhaste em Serviço ao Cliente – num bar, café, hotel, call centerAlgumas questões na entrevista são relacionadas com essa experiência, com o objetivo de mostrar a capacidade de resolver problemas com clientes – se foram ouvidos, se os deixámos satisfeitos e contentes. Caso não tenhas experiência, pesquisa ou pede dicas a alguém que trabalhe na área. Procura também saber sobre a empresa: que aviões opera, localização, cultura e estilo de vida do país onde está sediada, etc.

Adaptabilidade

Com esta profissão acabou o ritmo semanal, a certeza de passar o Natal ou o aniversário em casa ou ter aquele período de férias desejadoAs horas de dormida estão muitas vezes trocadas, com voos noturnos e fusos horários diferentes, o que obriga a uma “reeducação” do sono. A escala do mês pode sofrer mudanças e há, pelo menos, dois períodos de reserva, onde nunca se sabe, com grande antecedência, o “veredito” destino. Prontos para abraçar este estilo de vida?

Espírito de Equipa e Sensibilidade Multicultural

Para além da diversidade cultural dos passageiros, trabalhamos com colegas de diferentes nacionalidades e raramente se repete um membro da tripulação em cada voo. É tão interessante como desafiante. Algumas culturas ou ideais podem ser estranhos para ti. É importante mostrar recetividade e entusiasmo à partilha do local de trabalho com outros povos, raças ou religiões.

Imagem

Os tripulantes de cabine são a imagem da companhia, pelo que é crucial apresentar uma imagem cuidada e uma postura graciosa. Atenção à apresentação do CV – é o teu cartão de visita. Deve estar impecável para criar uma boa impressão e aumentar a curiosidade dos recrutadores sobre ti. Tem que ser objetivo, organizado e não passar as duas páginas. A fotografia deve ser profissional, em business atire e com o cabelo apanhado – estilo usado nas companhias aéreas.

O que esperar do recrutamento?

O recrutamento engloba várias fases. Passada a parte introdutória e a entrega de CV segue-se o seguinte:

  • No meu caso, abordaram primeiro a altura: tive que tocar numa marca colocada na parede, equivalente à altura das bagageiras no avião
  • Perguntaram também se tinha cicatrizes visíveis ou tatuagens. As tatuagens podem condicionar o sucesso da entrevista, especialmente se estiverem nas mãos, pulsos, braços, pescoço, pé, tornozelo, canelas – zonas que não vão estar cobertas pelo uniforme. Já as cicatrizes passam mais despercebidas, dependendo do tamanho. Tenho duas (uma em cada lado do joelho) que mencionei à recrutadora, não levantaram qualquer problema.

Atividades de Grupo

As atividades de grupo colocam à prova o espírito de equipa, a liderança, o improviso e refletem quão a nossa personalidade é flexível nestes requisitos.

Os candidatos são divididos em grupos para as executar:

Atividade 1. Apresentar o colega do lado, depois de conversar 5 minutos.
Atividade 2. Teste de inglês com 3 partes: texto – interpretação com perguntas; gramática; composição.
Atividade 3. Dinâmica de grupo: de uma lista de celebridades foi-nos pedido para escolher uma para levar a um baile de caridade e justificar.
Atividade 4. Dinâmica de grupo: o cenário era um hotel do qual eu era rececionista. Havia um quarto vago e na lista de reservas constavam atores, pessoas com necessidades especiais, CEO´s etc. Tive que escolher um hóspede para ocupar o quarto e justificar.

O objetivo aqui não é a competição, é averiguar a capacidade de trabalhar em equipa e de manter equilíbrio e coesão entre os membros do grupo. A bordo isso pode ser um desafio: trabalhamos em equipas que, para além de serem diferente todos os voos, são de nacionalidades diferentes. Estas dinâmicas espelham quão a tua postura de team player se enquadra neste contexto. É importante dar a opinião, mas também ter os outros em consideração, pedindo sugestões ou simplesmente respeitando a vez de cada um para falar.

No final de cada atividade há um intervalo, onde são eliminados candidatos de cada grupo, até sobrar um menor que irá fazer individualmente a entrevista final.

Entrevista Final

A minha foi logo no dia seguinte.  Foi a parte mais puxada, confesso. É uma entrevista individual baseada no percurso profissional, onde pedem exemplos específicos de situações vivenciadas no trabalho. Eis algumas que pediram:

  • Relata uma situação em que foste objetiva com o chefe
  • Relata uma situação em que discordaste do chefe e como chegaram a um acordo
  • Relata uma situação em que lidaste com um cliente difícil e como lidaste com o mesmo
  • Achas que o cliente tem sempre razão?
  • Relata uma situação em que trabalhaste em equipa
  • Relata uma situação em que tiveste que improvisar para atingir um objetivo.

O que descrevi em cima relata a minha experiência. O teu processo de recrutamento pode não obedecer a esta ordem e as atividades podem ser diferentes. No entanto, ficas com uma ideia do que te espera. Asseguro que investir na preparação é fundamental, evita ansiedades, bloqueios e constrói confiança nas tuas capacidades. A partir daqui é só abrir asas, porque já nem o céu é o limite.

Boa sorte!

Queres saber como é a vida de um tripulante de bordoLê este artigo.

Para mais informação sobre o recrutamento de outras companhias aéreas visita os seguintes links:

Outras questões sobre o recrutamento? Talvez possa dar mais umas dicas, envia mensagem por aqui. Para outros temas que gostarias de ver esclarecidos, comenta com sugestões.

 

Maria Bonifácio Lopes

2 Comments

  1. E quanto à politica de cicatrizes?? Eles aceitam?

    • Maria Bonifácio Lopes Maria Bonifácio Lopes

      Obrigada desde já pelo comentário. Pode igualmente encontrar informação relativamente às cicatrizes no mesmo artigo.

Deixar uma resposta

%d bloggers like this: